Informações e emergências

0800 72 99 300

MEIO AMBIENTE Não Jogue Lixo na Rodovia

VIARONDON ALERTA PARA OS PERIGOS NO DESCARTE DE LIXO NA RODOVIA

17/12/2015

Além de acidentes, material pode virar criadouro para o mosquito da Aedes agypti que transmite a Dengue, Febre Chikungunya e Zica vírus

Jogar sacolas, garrafas, latinhas de alumínio, papelão, entre outros objetos, pode colocar em risco a vida de quem percorre a rodovia e à saúde pública. Além de criar obstáculos à passagem dos veículos, o lixo atrai a presença de animais para a pista em busca de alimentos e se torna o berçário ideal para o mosquito Aedes aegypti – inseto transmissor da Dengue, Febre Chikungunya e Zica vírus.

Diante da situação, o Governo do Estado de São Paulo, através da Secretaria de Saúde, reforçou as atividades para o combate ao mosquito. A ideia é criar um comitê composto por 11 secretarias estaduais para definir um plano de enfrentamento conjunto à dengue e ao Zika vírus. Uma das propostas é engajar policiais militares, em horário de folga, e agentes da Defesa Civil no combate aos criadouros do mosquito Aedes aegypti. O plano de enfrentamento prevê, ainda, a oferta de testes de sorologia para Zika às gestantes de São Paulo e o acompanhamento das grávidas cujos bebês tiverem suspeita de microcefalia.

Neste momento, o Instituto Butantã, atua no desenvolvimento de vacina contra a Dengue que, de acordo com a instituição, terá eficácia de 80% contra o vírus, porém a previsão é que mesma esteja disponível apenas a partir de 2018.

PERIGO: LIXO NA RODOVIA

Além de atrair animais domésticos e silvestres para a rodovia, colocando em perigo usuários em razão da ocorrência de atropelamentos, o lixo se torna local para a morada e procriação de ratos, escorpiões, cobras e para um dos principais problemas de saúde pública do Brasil, o Aedes aegypti. É nestes ‘bolsões de sujeira’, com reservatórios de água limpa e parada, que o mosquito encontra campo fértil para se multiplicar e fazer novas vítimas.

Além da Dengue, o Aedes transmite a Febre Chikungunya e a Zika. O vírus Zika, tem sido relacionado a problemas em recém-nascidos com ‘microcelafia’ (má-formação do crânio). Assim, é urgente o combate aos criadouros do inseto, mantendo a limpeza geral de quintais, terrenos, ruas das cidades e não jogando lixo na rodovia.

A ViaRondon apoio de maneira efetiva às ações do Governo do Estado, Prefeituras e ARTESP. No ano passado, nos 416 quilômetros de rodovia sob sua administração, foram recolhidos mais de 426 toneladas de todo tipo de lixo. O trabalho é realizado por 30 colaboradores, especialmente em áreas urbanas, três vezes por semana. Normalmente é coletado lixo considerado doméstico, como plástico, latas e embalagens de alumínio, além de papéis e papelão. No entanto, em alguns pontos é possível encontrar entulhos como móveis velhos e restos de demolição.

A Concessionária reforça aos usuários da SP-300, e comunidades lindeiras, que colaborem com a limpeza de áreas urbanas e às margens da rodovia. Pois com a união de esforços entre a iniciativa pública, comunidade e empresa, conseguiremos vencer a batalha contra o Aedes aegypti.

Atendimento à imprensa:
A/c Déborah Palma
Rua Argemiro Sandoval, 30, Jardim Americano
CEP: 16400-679. Lins/SP Tel: +55 (14) 3533 2650
imprensa@viarondon.com.br